A morte do Dr. Laurindo Vieira é um atentado ao Estado angolano – Eng.º Messias A. Bumba
A morte do Dr. Laurindo Vieira é um atentado ao Estado angolano - Eng.º Messias A. Bumba
L vieira

A história recente da humanidade não registou um assassinato de uma entidade como a figura de um Reitor de uma qualquer universidade do mundo. O país tornou-se baldio. Estou escrever estas palavras a chorar e sem apetite para comer já muitos dias.

Angolanos, os meus bisavôs nasceram em Angola, na Baixa de Cassanje, os meus avós nasceram aqui na Baixa de Cassanje, a minha geração é de angolanos autóctones, mais foram dizimados por aqueles que acham que tem o direito de tirar a vida de um ser humano e carrego esta dor.

Um Reitor é a última figura das funções do Estado em uma universidade. Um Presidente é a última figura na administração do Estado de um país. Onde é que já se viu uma destas figuras ser assassinado a olhos nus, em pleno dia, e receber uma morte lenta e até consciente?

A minha consciência não deixou-me em paz, tinha de escrever algumas palavras de descontentamento desta situação, trágica e prematura da morte do Dr. Laurindo Vieira, tudo tem fim, quem for imortal levanta a mão e atira a primeira pedra.

Na qualidade de professor, estou extremamente chocado, nem a morte de algum dos meus familiares me traumatizo tanto como a do Dr. Laurindo Vieira. Estou sem palavras, com a tamanha barbaridade e grosseria deste acto, que para mim, revela um atentado ao estado Angolano. O catastrófico é que notabiliza-se uma banalidade do caso.

Caros professores das diferentes universidades angolanas, isto é um atentado contra à classe. Não quero falar do Estado nem de algum órgão de segurança, simplesmente venho mostrar o meu descontentamento pela situação. Cada um sabe o porque foi nomeado ou indicado.

Senhores com cargos de direcção e chefias sejam homens e chefes de famílias dignos. O poder também é utilizado com dignidade. Por esta razão são nomeados. Nenhum cargo ministerial, ou outro qualquer, é infinito.

Por favor, angolanos e angolanas, deixem de matar os vossos irmãos, filhos e país. São vossos patriotas. O dinheiro e o poder não pode ser um elemento de exterminação da sociedade angolana, é uma vergonha internacional o que estão a fazer. Deixem as pessoas envelhecerem e morrem por causas naturais. O jornalista Ismael Mateus fez uma boa reflexão no seu artigo dedicado à morte do Dr. Laurindo Vieira.

Agora pergunto:

Os filhos do Dr. Laurindo Vieira são pequenos. O que será desta família?
Se ninguém vai levar o poder nem 10 kwanzas no caixão, sendo tudo vaidade, porque matam-se?

A morte do Dr. Laurindo é um atentado ao Estado angolano, ninguém vivera para sempre. Dr. Laurindo Vieira, descansa em paz.

Fiquei com a sua máxima “Eu não posso me transformar em aquilo que você quer”.

*Consultor e Investigador Aeronáutico

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido