Abel Chivukuvuku: A confiança da desconfiança política – Jerónimo Nsisa
Abel Chivukuvuku: A confiança da desconfiança política - Jerónimo Nsisa
Abel e nsisa

O Dr. Abel Chivukuvuku um político que conquistou muitos cidadãos pelo carisma no passado, mas nos últimos tempos a sua contradição discursiva e sobretudo a revelação de ser amigo do PR João Lourenço e manter encontros regulares com o mesmo foi a gota que faltava na banheira da decepção e/ou desilusão dos seus fiéis seguidores.

A política para além de ser um jogo de estratégias, previsão de fenómenos, discussão sobre problemas de vária ordem e tomadas de decisões assertivas, também demanda alguma coerência, integridade e posicionamento.

Ora vejamos , como é consabido por muitos cidadãos atentos a política interna, o PRA-JÁ havia sido chumbado pelo TC (Tribunal Constitucional) e para criar sinergias políticas, visando a alternância do poder nas eleições gerais de 2022, houve a necessidade dos partidos na oposição UNITA, Bloco democrático e o projeto político PRA-JA criarem a plataforma de alternância denominada Frente Patriótica Unida (FPU).

No entanto, com a fraude eleitoral do MPLA infelizmente não se tinha alcançado o desidrato ora preconizado (conquista do poder). Em mútuo acordo entre as partes, a FPU jurídica e simbolicamente foi representada nas eleições pela UNITA, entretanto, para o efeito, obteve 91 deputados à assembleia nacional.

Ademais, embora sejam partidos e um projeto político autônomos, por terem conseguido os deputados no âmbito do projeto FPU, presume-se que os mesmos trabalhem em consonância e focados ao mesmo objectivo pra 2027.

Analisemos todos, a UNITA que é parceiro do PRA-JA para alternância e que recentemente anunciou ao país numa conferência de imprensa a sua iniciativa de destituição do PR por diversas irregularidades documentalmente fundamentadas e que conta muito com apoio dos deputados afectos ao PRA-JA caso a iniciativa vá a discussão e votação na assembleia nacional, como ficou ao saber que afinal o Dr. Abel Chivukuvuku é amigo do presidente do MPLA/República e tem tido encontros regulares com a figura que se pretende destituir?

Por outro, nos meses passados aventava-se a pretensão do PR JLO em candidatar-se ao terceiro mandato, mas o maior empecilho é a falta de deputados suficientes para a revisão constitucional, entretanto para que tivesse sucesso da sua intenção precisaria dos votos de 14 deputados na Assembleia Nacional.

Após essa revelação será que o JLO não está também a contar com o incondicional apoio do seu homólogo Abel Chivukuvuku?

Portanto, o cota Abel revelou-se que não é boa companhia pra ninguém e nem para ele mesmo!

NSISA REFLEXÕES
Pensar e fazer pensar

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido