Angola: Governo revoga obrigatoriedade da apresentação de teste à Covid-19 e vacinas nas entradas e saídas do país
Angola: Governo revoga obrigatoriedade da apresentação de teste à Covid-19 e vacinas nas entradas e saídas do país
Covid

O Governo angolano revogou, desde ontem, sábado, 15, a obrigatoriedade de apresentação de certificado de vacinação ou teste à covid negativo nas entradas e saídas do território nacional.

A medida consta do Decreto Presidencial n.º 152/23, que revoga o Decreto Presidencial nº 98/23, de 14 de Abril, e estipula que as saídas de Angola podem estar sujeitas às exigências de vigilância sanitária definidas pelo país de destino.

O novo diploma determina ainda a obrigatoriedade da utilização de máscara facial nas unidades sanitárias e nos serviços equiparados, sendo facultativa a sua utilização nos restantes locais de acesso público.

De acordo com o novo Decreto Presidencial, que revoga o Decreto Presidencial nº 98/23, de 14 de Abril, sem prejuízo no disposto no número anterior, as saídas do território nacional podem estar sujeitas às exigências de vigilância sanitária definidas pelo país de destino.

Salienta que, enquanto persistir o risco de contágio em massa, é delegada competência aos departamentos ministeriais para o estabelecimento de regras e medidas administrativas de vigilância e controlo sanitário que se revelem uteis e proporcionais à mitigação do risco, nos termos do Regulamento Sanitário Internacional e do Regulamento Sanitário Nacional.

O presente Decreto Presidencial considera a evolução favoravel, nos últimos tempos, da situação da Covid -19 no país , com a reducção significativa dos casos activos, dos óbitos e das hospitalizações.

Ele visando dar continuidade ao processo da retomada das actividades econíomicas , sociais e culturais, respeitando as medidas de prevenção e controlo da Covid 19, porém tendo em conta as recomendações da OMS de manter a vigilãncia sanitária.

A Covid-19 é o nome oficial atribuído pela Organização Mundial de Saúde (OMS) à doença provocada por um novo Coronavírus (SARS-COV-2), que pode causar infecção respiratória grave semelhante a uma pneumonia. O vírus foi identificado pela primeira vez em humanos, no final de 2019.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido