Angola: Oficiais de serviços de inteligências em riscos de vida
Angola: Oficiais de serviços de inteligências em riscos de vida
directores de intelencia

Depois dos Serviços de Inteligências da República de Angola perder vários oficiais e estrategistas dos órgãos Estratégicas como:

  • Moisés dos Santos – pai de fraude eleitoral e das vitórias compulsivas do MPLA,
  • Sebastião Penelas – estrategista e dinossauro da Inteligência Externa e Interna, com vasta experiência em criar empresas fictícia para exportar dinheiro e comprar materiais necessários de consumo interno em Angola,
  • Domingo José Francisco Minguito” – um oficial sénior da secreta participou em vários processos de índole estratégica, protecção dos arquivos secreta e estudiosos dos comportamentos.
  • Laurindo Vieira, estrategista da Inteligência militar, antigo estudante da antiga escola Gika, e homem da prevenção Estratégica.

Os quadros seniores de Serviços de Inteligências da República de Angola acima citado foram todos assassinados pelas mãos invisíveis, ou seja, o Comando Invisível que nos últimos dias opera em Angola. Até ao momento nenhuma morte destes ilustres quadros de Serviços de Inteligências da República de Angola foram esclarecidos e os seus verdadeiros autores detidos.

O Estado angolano não consegue esclarecer devidamente as razões das mortes destes quadros da secreta angolana, infelizmente os órgãos do Ministério do Interior vem publicamente ludibriar a opinião pública.

Hoje fomos surpreendidos com as mesmas técnicas de tentar mais ludibriar a opinião pública em pedir esclarecimentos ao governo do Gabão sobre atentado de assassinato ao chefe Gilberto Veríssimo.

Tudo indica que o mesmo “Comando Invisível” que actua em Angola foi o mesmo que actuou no Gabão contra a vida do chefe Gilberto Veríssimo, um dos participe no plano da detenção do antigo director geral de Serviço de Inteligência Externa (SIE) preso sob processo de planejar golpe de Estado contra o então e malogrado Presidente José Eduardo dos Santos, cito o actual Director Geral de Serviços de Informação e Segurança de Estado (SINSE).

O general Fernando Garcia Miala que, na altura, foi acusado de perpetrado o plano acima referida, mas, é sabido no mundo dos serviços, que o actual representante da CEEAC é um dos estrategistas de peso dos Serviços de Inteligência Externa (SIE),

O chefe Gilberto Veríssimo sofreu atentado contra a sua vida, tudo indica que é o mesmo “Comando Invisível” supostamente com a farda do Exército Gabonês, invadiram a casa do chefe Gilberto Veríssimo para lhe matar.

Nada retira dúvida que existe uma lista com os nomes de indivíduos para assassinar ainda este ano e aniquilar, tudo indica que o mesmo “Comando Invisível”, que está operação em Angola, na matança dos oficiais seniores de Serviços de Inteligências da República de Angola, está se expandir em todo sítio.

Aproveitamos esta via para alertar os colegas dos Serviços de Inteligências de Angola que estamos em risco de vida e devemos estar atentos e em alerta máximo sobre as mortes sucessivas a que os nossos colegas estão sujeitos.

Uma fonte bem posicionada no Serviço de Segurança de Gabão afirma e confirma que os actuantes são expatriados e não são gabonês, o que confirma a envolvência do mesmo “Comando Invisível” actuante em Angola.

O chefe Gilberto Veríssimo é nosso colega e nosso camarada, não vamos permitir lhe perder por situações de retaliação e vingança, vamos denunciar.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido