CENSO 2024: Arrancou o recrutamento de agentes de campo – Candidatura será online
CENSO 2024: Arrancou o recrutamento de agentes de campo - Candidatura será online
censo 24

O Instituto Nacional de Estatística (INE) iniciou hoje, quarta-feira, 22, em todo o país, o processo de recrutamento de 79.423 agentes de campo, dos quais 67.131 recenseadores e 12.292 supervisores, para a recolha de dados do Censo Geral da População e Habitação/2024.

O recrutamento vai ser feito até a próxima segunda-feira de forma presencial, devendo os candidatos dirigirem-se às administrações municipais, distritais e comunas, ou através do site https://recrutamentocenso2024.ine.ao, que dá conta que o Executivo disponibilizou, no Orçamento Geral do Estado, cerca de 30 mil milhões de kwanzas para cobrir as despesas relacionadas com a preparação do Censo de 2024.

O recenseamento da população e habitação será efectuado em todo o território nacional e abrangerá cidadãos nacionais e estrangeiros residentes ou ausentes temporariamente e unidades de alojamento.

O processo decorrerá em três etapas principais até ao final da recolha efectiva dos dados. A primeira etapa de actualização cartográfica consistiu em definir e redefinir os limites dos bairros e dividir o país em cerca de 92 mil secções para efeitos de entrevistas aos agregados familiares. A segunda etapa do recenseamento-piloto, realizado em Julho passado, serviu para testar o processo de prontidão, para a realização do Censo em 2024, e a terceira fase do recenseamento geral abrangerá a população e as habitações.

O Recenseamento Geral da População e Habitação, Censo 2024, acontece no dia 19 de Julho do corrente ano. O trabalho está a ser coordenado pela Comissão Multissectorial de Apoio à Realização do Censo, aprovada através do Despacho Presidencial nº 290/22, de 30 de Dezembro.

Distribuição por província

Para Cabinda vão ser recrutados 1.591 agentes de campo, Zaire (1.386), Uíge (4.631), Luanda (20.185), Cuanza-Norte (1.384), Cuanza-Sul (7.462), Malanje (3.097), Lunda-Norte (2.934), Benguela (6.108), Huambo (7.390), Bié (5.423), Moxico (2.540), Cuando Cubango (2.114), Namibe (1.053), Huíla (7.642), Cunene (2.058), Lunda-Sul (1.165) e Bengo (1.260).

Perfil dos candidatos

Os agentes de campo devem ser nacionais, ter no mínimo ensino médio concluído, ter conhecimentos de informática, idade mínima 18 anos, capacidade para trabalhar em condições ambientais extremas, disponibilidade imediata e a tempo inteiro para participar nas formações e na recolha de dados, incluindo aos finais de semana e feriados.

Siga-nos

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido