Bertino Matondo: O ‘filho’ do general Miala
Bertino Matondo: O 'filho' do general Miala
Betinho Matondo

A recente nomeação de Matias Bertino Matondo ao cargo de director geral do Serviço de Inteligência Externa (SIE) é atribuída a influências exercidas por Fernando Miala ao Presidente da República, após a exoneração do anterior director, José Higino De Sousa “Zé Grande” (JHS).

Segundo Africa Monitor, o protagonismo de Miala, acrescido da confiança que deposita em Matondo e da lealdade que este cultiva em relação a si, é interpretado em backestage como demonstração de um “reforço” da sua ascendência no aparelho da segurança de Estado e, supletivamente, da sua própria posição no regime. Alegadas limitações de Matondo como oficial de Inteligência concorrem para tal interpretação.

Bertino Matondo é de origem étnica bakongo, à qual Miala está ligado por afinidade (cresceu no Uíge, embora as suas raízes familiares estejam no Cuanza Sul). Ambos fizeram um percurso comum de adesão ao MPLA ainda na juventude.

De acordo com a fonte primária, Matondo entrou no SIE “pela mão” de Miala, ainda no regime de José Eduardo dos Santos e viria a ser compulsivamente afastado no seguimento da chamada “queda em desgraça” de Miala, em 2006, por ser considerado um dos seus “fiéis”.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido