Director do ISCPC lança obra científica “Criminologia, Direito e Segurança Pública”
Director do ISCPC lança obra científica "Criminologia, Direito e Segurança Pública"
DG Iscpc

O director geral do Instituto Superior de Ciências Policiais e Criminais (ISCPC) “Osvaldo de Jesus Serra Van-Dúnem”, comissário, Andrewyong Victor de Andrade Inaculo, apresentou ontem, quarta-feira, 15, em Luanda, a sua primeira obra científica intitulada “Criminologia, Direito e Segurança“.

O acto, que teve lugar no auditório “Welwítschia” do ISCPC, foi testemunhado pelos discentes e outros convidados, na maioria ligados a este órgão castrense, ou seja, a Polícia Nacional.

Segundo o autor, a obra aborda sobre a segurança pública numa perspectiva mais abrangente, uma vez que o assunto que não deve preocupar somente a Polícia Nacional, mas sim todos os sectores da sociedade. “Infelizmente as questões relacionadas com a criminalidade são atribuídas única e exclusivamente à Polícia Nacional”, enfatizou.

Relativamente aos resultados obtidos na pesquisa, o também director do ISCPC explicou que, nos últimos anos, apesar da criminalidade ter estatisticamente reduzido, a curva no gráfico relacionada com os crimes de roubos tendem a ascender.

“O grande problema reside no contexto da violência implícita, na sua prática, que tem criado danos físicos e psicológicos, e em muitos casos resulta em mortes”, exemplificou, realçando que o crime de roubo representa um dos tipos de crimes penais que mais impacto negativo causa no sentimento de segurança dos cidadãos.

O comissário Andrewyong Inaculo defende que os resultados das pesquisas correlacionadas feitas com as distintas correntes criminológicas, dão indicadores que levam a concluir que a desestruturação das famílias, o desemprego e demais problemas sociais, se apresentam como factores impulsionadores da criminalidade, particularmente ao crime de roubo.

“A relação causa/efeito não se aplica a uma possível ineficácia Policial, mas sim a uma ineficácia social”, argumentou o autor da obra editada pela editora WA.

“Como polícia e docente agrada-me verificar que hoje, cada vez mais, se vai falando do Policiamento de Proximidade, que tem como uma das principais características o envolvimento de todos os organismos da sociedade para a resolução dos problemas que afetam e perigam a segurança das comunidades”, finalizou.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido