Efectivos dos Serviços Penitenciários condenados por furto de computadores na cadeia do Luzia
Efectivos dos Serviços Penitenciários condenados por furto de computadores na cadeia do Luzia
cadeia do Luzia

O Tribunal Militar da 3ª Divisão de Infantaria da Região Militar Leste condenou esta quarta-feira, 18, em Saurimo, na província da Lunda Sul, dois efectivos dos Serviços Penitenciários a 10 e 15 meses de prisão efectiva, por crimes de furto de dois computadores no interior do estabelecimento prisional do Luzia.

O director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da delegação do Interior, Florêncio de Almeida, explicou que a acção foi protagonizada no mês de Maio do ano em curso, quando os agentes estavam escalados nos postos de sentinela.

Acrescentando que, de seguida, os agentes subtraíram os computadores que se encontravam na sala de informática do edifício de arte e ofícios daquele estabelecimento prisional.

Fez saber que os arguidos efectuaram a restituição dos bens furtados à instituição e a devolução dos valores ao comprador.

Por este facto, apelou a todos efectivos afectos MININT a não enveredar por estas práticas em obediência ao serviço público.

O acto foi testemunhado por oficiais superiores dos Serviços Penitenciários e quadros das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Com uma população penal de 481 reclusos, sendo 291 condenados e 190 detidos, a cadeia do Luzia fica a 20 quilómetros da cidade de Saurimo.

O estabelecimento prisional do Luzia conta com meios modernos de monitorização, área de artes e ofícios, blocos feminino e masculino, centro médico, lavandaria, refeitórios, cozinha industrial, padaria, entre outras áreas.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido