FLEC dá 30 dias para o Governo angolano retirar efectivos das FAA em Cabinda
FLEC dá 30 dias para o Governo angolano retirar efectivos das FAA em Cabinda
Flec fac

O braço armado da Frente para a Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC), deu hoje, quinta-feira, 04, um ultimato de 30 dias ao Governo liderado por João Lourenço, para retirar a totalidade os efectivos das Forças Armadas Angolanas (FAA) na província mais a norte do país.

As Forças Armadas Cabindesas (FAC), conforme um informe enviado à redacção do Imparcial Press, avisa que, para além deste período de 30 dias, as suas forças vão intensificar as suas acções militares de grande envergadura contra os “invasores angolanos” em todo o território de Cabinda, para fazer valer os nossos direitos.

O Estado-Maior General das FAC refere, no mesmo documento, que os seus militares, “em operação na região de Tando-Zinze, efectuaram com sucesso duas acções contra as posições das FAA, provocando severas baixas ao ocupante”.

A FLEC-FAC revela que morreram nesta operação 25 soldados angolanos e seis oficiais superiores, um coronel, um major da polícia militar, três capitães e um tenente, adiantando que as suas forças terão recuperado “armamentos deixados pelos soldados das FAA”.

O Governo angolano recusa normalmente reconhecer a existência de soldados mortos resultantes de acções de guerrilha dos independentistas, ou qualquer situação de instabilidade naquela província do norte de Angola, sublinhando sempre a unidade do território.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido