Histórico do PAICV é terceiro maior accionista do BAI Cabo Verde
Histórico do PAICV é terceiro maior accionista do BAI Cabo Verde
Silvino da Luz

O antigo embaixador de Cabo Verde em Angola, Silvino da Luz, foi recentemente confirmado como um dos maiores accionistas do Banco Angolano de Investimentos (BAI) Cabo Verde, detido, maioritariamente, pelo governo angolano.

A informação foi divulgada pelo próprio BAI Cabo Verde, instituição financeira baseada na capital cabo-verdiana (Praia) que acumula um Capital Social na ordem dos dois mil e 92.385.000 escudos (um dólar é equivalente a 101,812 escudos).

Segundo o BAI, Silvino da Luz figura como o terceiro maior accionista, com uma quota de participação no valor de 153.340.000 de escudos (equivalente a mais de um milhão e 500 mil dólares norte-americanos), e que equivale a 153.340 acções. “Cada acção tem o valor nominal de mil Escudos Cabo-verdianos”, refere a fonte.

O próprio BAI detém 81,63% do banco e a Sonangol Cabo Verde uma quota de 9,20%.

Segundo consta, o banco BAI chegou a Cabo Verde em Novembro de 2008, tendo sido inaugurado pelo então Primeiro-Ministro, hoje, Presidente da República, José Maria Neves. Nessa altura, o histórico do PAICV, Silvino da Luz, ainda era embaixador de Cabo Verde em Angola.

O BAI tem uma rede de dez agências em Cabo Verde, nas Ilhas de Santiago, São Vicente, Boa Vista, Sal e Fogo.

Um observador, consultado pelo jornal OPAÍS.cv com esta realidade, considera-a “muito comprometedora” no facto de Silvino da Luz ser accionista deste banco, e questiona “que expedientes” é que o então embaixador terá usado para entrar na estrutura accionista do BAI, sendo que em Angola ele representava “interesses do Estado de Cabo Verde e não seus próprios interesses”.

“Há, aqui, uma questão clara de conflito de interesse”, observa a fonte, sugerindo que Cabo Verde deve “investigar para saber” se recursos públicos não terão sido “desviados” para interesses pessoais ou de grupos.

“E há que saber se o embaixador não figura como testa-de-ferro de outros cabo-verdianos neste negócio”, sugere.

in OPAÍS.cv

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido