Horácio Mosquito regressa à presidência do Recreativo da Caála
Horácio Mosquito regressa à presidência do Recreativo da Caála
Mosquito

O empresário Horácio Mosquito, voltou, esta terça-feira, reassumir a presidência do Recreativo da Caála, dois anos depois de ter colocado o cargo à disposição.

Horácio Mosquito, que havia sido reconduzido em 2020, renunciou o cargo em dois 2022, com a pretensão de concorrer à presidência da Federação Angolana de Futebol (FAF) no ciclo olímpico 2024/2028.

Dois nos depois, voltou a reassumir os destinos do Recreativo da Caála, para o quadriénio 2024/2027, após ter concorrido em lista única.

Para além de Horário Mosquito, foram eleitos e empossados os vice-presidentes para as áreas Administrativa, Desportiva e do Património, Eduardo Pindali, Armindo Sicola e Hermínio Correria, respectivamente.

A mesa da assembleia-geral do corpo directivo mantém como presidente, António Mosquito, 1º vice-presidente, Rúben Isaías Etome, 2º vice-presidente, Bruce Manzambi, enquanto Mateus Tchimbamba de Sousa, é o secretário.

O Conselho Fiscal é presidido por Samandel Mbakassi, coadjuvado por Joelson Catriz (vice-presidente), ao passo que os conselhos de Disciplina e Jurisdicional têm como líder Francisco Victorino e Manuel Kunjuca Pessela, respectivamente.

De igual modo, foram eleitos como vogais efectivos Luís Pina Augusto, José Salazar, Benjamim Chicomo, Hady Nkruman Cristóvão Cassoma, Albano Urbano e Mário Sambambi.

Durante a assembleia, os sócios elegeram, também, o conselho “caálense”, constituído por António Paulo Cassoma, Horácio Sicola, Moisés Feliciano, Frederico Balato Benjamim, Elga Martins, Victor Correira, Alberto Cunjuca, Tiago Boaventura, Luís Chimuco e Paulino Kandjengo.

Na ocasião, o presidente do Recreativo da Caála, Horário Mosquito, disse ter regressado à direcção do clube com o objectivo devolver a alegria da população local e da província do Huambo, em geral, pois as coisas mudaram e o foco passa, essencialmente, pela melhoria da organização para a auto-suficiência desportiva.

Prometeu fazer mais e melhor para resgatar a mística do Caála, com a participação nos campeonatos provinciais e no zonal de apuramento ao Campeonato Nacional de futebol da I divisão (Girabola) a partir de 2025.

Por sua vez, o director do gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, Jeremias Piedade, felicitou o regresso de Horácio Mosquito à direcção do Clube Recreativo da Caála, que espera vê-lo de novo a competir nos principais campeonatos nacionais, sobretudo, de futebol sénior.

Recorde-se que o Recreativo da Caála, que ascendeu ao Campeonato Nacional de futebol da I divisão (Girabola) em 2009, destituiu da competição dias antes do início da edição 2022-2023, após 14 épocas consecutivas até 2021/2022, alegadamente por falta de verbas.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido