Huambo: Detido chefe de Repartição da Saúde da Ekunha – Desviou subsídios da Covid 19
Huambo: Detido chefe de Repartição da Saúde da Ekunha - Desviou subsídios da Covid 19
Ecunha

O então responsável da Repartição Municipal da Saúde da Ekunha, Samuel Aurélio, foi detido no passado dia 16 de Fevereiro, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) daquele circunscrição da província do Huambo, sob acusação de desviar os subsídios canalizados pelo Ministério da Saúde para o combate à pandemia da Covid-19 e não só.

Segundo apurou o Imparcial Press, Samuel Aurélio – que agora vai responder pelos crimes de peculato, associação criminosa e falsificação – terá desviado, nos últimos 16 meses, isto é, de Fevereiro de 2021 a Outubro de 2022, mais de 800 milhões de kwanzas.

A fonte deste portal acredita piamente que a administradora municipal da Ekunha, Guilhermina Bacia, e outros responsáveis também estejam envolvidos neste banquete.

“Todos aqui sabem que é a senhora administradora municipal que assina as ordens de saque. Por isso, acreditamos nós que ela também está envolvida neste desvio desses valores”, disse a fonte do Imparcial Press.

De acordo com a nossa fonte, a Repartição Municipal da Saúde da Ekunha recebia mensalmente cerca de 54 milhões de kwanzas referente ao subsídio da Covid-19. Mas, até a presente data, nenhum dos técnicos de saúde envolvidos no combate à pandemia da Covid-19 foi pago.

“Será que os responsáveis do partido MPLA, o Serviço de Inteligência e Segurança de Estado (SINSE), a Polícia Nacional e o SIC à nível do município não sabiam desse desvio? Ou também participaram do banquete?”, questionou a fonte.

Siga-nos

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido