Huambo: Idosa encontrada morta na arca foi assassinada pelo neto da empregada
Huambo: Idosa encontrada morta na arca foi assassinada pelo neto da empregada
arca

Face a notícia veiculada, há duas semanas, pelo Imparcial Press (ver aqui: Cadáver de anciã encontrado em arca frigorífica no Huambo), sobre o assassinato de uma cidadã, de 64 anos, que respondia pelo nome de Rita Adelaide Tomás Andrade Sambongue, o Serviço de Investigação Criminal (SIC) na província do Huambo deteve, na terça-feira, 16, naquela cidade, o principal suspeito do crime.

Trata-se de um jovem de 17 anos que, por sinal, é o neto da empregada doméstica que em encontro, no dia 03 de Abril, o corpo no interior de uma arca frigorifica na residência onde vivia a vítima.

Em declarações, quinta-feira, à imprensa, o porta-voz do SIC no Huambo, sub-inspector de investigação criminal Abel Kangombe, referiu que as motivações do crime foram financeiras.

De acordo com o oficial, o assassino terá se deslocado a casa da vítima com a intenção de cobrar uma dívida de 1.500 kwanzas, pelo serviço de jardinagem prestado à casa da vítima, que vivia sozinha e, ao longo do dia, tinha apenas a companhia da empregada doméstica.

Não se sabe ao certo o que terá dito a vítima ao jovem, mas o facto é que este último decidiu partir para violência e matou de forma brutal a idosa de 64 anos.

Explicou que o acusado desferiu vários golpes na malograda e, depois, asfixiou-a com o cabo de uma vassoura no pescoço e escondeu-a numa arca frigorífica inoperante, segundo a perícia de necrópsia médica legal efectuada ao cadáver.

O assassino confessou o crime durante o interrogatória, e revelou que o cometeu na noite de domingo dia 31 de Março.

O mesmo deverá ser presente a um juiz de garantias, para determinar a medida de coação, enquanto decorrer a instrução do processo-crime.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido