JC morde os calcanhares de Dalva Ringote – Graça Campos
JC morde os calcanhares de Dalva Ringote – Graça Campos
Dalva Rongite

Nas primeiras horas deste domingo, 27 de Agosto, a muito solicitada página de Joana Clementina no Facebook voltou a morder os calcanhares da ministra de Estado para a Área Social.

Joana Clementina sugere que Dalva Ringote é uma falsária, que reclama qualificações académicas que não possuirá.

“Dalva Ringote, ministra de Estado para a Área Social, do governo de Angola cometeu crime de falsa qualidade. Nos mostra só o certificado da UNIVERSIDADE AMERICANA em que estou”, escreveu Joana Clementina no princípio do mês.

No Programa “Politica no Feminino”, da TPA, Dalva Ringote destacou-se pela língua afiada. Mas, por razões que a própria razão desconhece, a também cidadã norte-americana não reagiu, até agora, à suspeita.

Estranhamente, também os implacáveis caçadores de diplomas ou fingem que não leram o post de Joana Clementina ou foram apanhados com as calças na mão.
Seja como for, o silêncio sugere que, quando envolvem membros ou amigos do MPLA, crimes de falsa qualidade não geram qualquer tipo de “barulho”.

Por isso, a “nossa” Dalva está a passar, incólume, por entre os pingos da chuva.
Mas e a fazer fé na Joana Clementina, apenas uma cidadã angolana, a primeira dama, Ana Dias Lourenço, pessoa que estudou, não aceita engolir o sapo…

Domingo, 27 de Agosto, Joana Clementina legendou uma foto da partida do casal presidencial para São Tomé e Príncipe, para a cimeira da CPLP, com o seguinte texto: “Analisam só bem esta foto do GRECIMA (…) vão perceber que a primeira dama não vai com a cara da tia que falsificou certificado”.

Na verdade, embora tenha uma mão “presa” pela ministra de Estado, a primeira dama não parece muito interessada no que ela estaria a dizer-lhe.

In Facebook

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido