Julgamento de soldados suspeitos de execução sumária de “golpista” na RDC
Julgamento de soldados suspeitos de execução sumária de "golpista" na RDC
FARDC

As autoridades congolesas decidiram organizar um processo para julgar soldados enviados para impedir uma tentativa de golpe de Estado, mas executaram um agressor, filmaram e partilharam a cena.

O vídeo foi gravado momentos depois de as forças de defesa e segurança vasculharem a área ao redor do Palácio da Nação para encontrar assaltantes que vieram tentar um golpe de Estado na RDC.

Na ocasião, filmaram e compartilharam “um vídeo que se tornou viral (que) mostra soldados das Forças Armadas da RDC (FARDC) a realizarem uma execução sumária de um assaltante ao largo do rio Congo”, disse um funcionário à ACP.

“O Ministério Público Militar está em processo de conclusão das investigações e pretende levar o caso à Justiça nos próximos dias”, disse a fonte.

“Responderão pelo seu alegado envolvimento em execuções sumárias filmadas e amplamente partilhadas nas redes sociais”, concluiu o interlocutor da ACP.

É raro que membros das forças de defesa e segurança envolvidos em crimes durante as operações possam responder por suas acções na RDC. “Mas, desta vez, os supostos autores desses disparos foram identificados, isolados e colocados à disposição do Ministério Público Militar”, disse um funcionário à ACP.

A partir de agora, militares, agentes da polícia e de inteligência saberão que o incumprimento das instruções às vezes leva (rá) a consequências criminais”, disse um magistrado militar da reserva.

Recentemente, homens armados atacaram a residência do deputado Vital Kamerhe, que deve ser presidente da Assembleia Nacional, mataram dois agentes da polícia de sua guarda.

Depois, os cerca de 40 assaltantes assumiram o controlo do Palácio da Nação, um dos gabinetes de trabalho do Chefe de Estado, durante alguns minutos, baixaram a bandeira nacional e hastearam a bandeira do antigo Zaire do Marechal Mobutu.

O Exército falou neste domingo de Pentecostes de “uma tentativa de golpe de Estado cortada pela raiz” pelas forças de defesa e segurança.

in ACP

Siga-nos

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido