Cunene: Julgamento tradicional termina em mortes na Cahama
Cunene: Julgamento tradicional termina em mortes na Cahama
cahama

O Serviço de Investigação Criminal de Cahama, na província do Cunene, está à procura de um cidadão nacional que provocou a morte de duas pessoas no último sábado, 01 de junho, na povoação de Kanhimei, a 94 quilómetros da sede do município da Cahama, durante um julgamento tradicional.

Os factos ocorreram debaixo de uma árvore, onde decorria a sessão de julgamento tradicional, durante a qual o homicida, que era acusado de feitiçaria, enfurecido e empunhando instrumentos contundentes, agrediu as vítimas que acabaram por falecer.

Segundo o director de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial da Polícia Nacional no Cunene, superintendente-chefe Nicolau Tuvecalela, as agressões foram praticadas por um cidadão que é acusado de feitiçaria, actualmente em fuga, e as vítimas tinham 28 e 43 anos de idade.

O oficial explica que o agressor estava munido de uma catana e um purinho e, no decorrer do julgamento, terá se exaltado contra o queixoso, agredindo-o com dois golpes na cabeça e membros superiores, causando ferimentos graves.

Em acto contínuo, a outra vítima, na qualidade de tio de ambos, tentou apaziguar e foram-lhe desferidos igualmente dois golpes nas regiões parietal e abdominal, causando-lhe também ferimentos graves.

As duas vítimas foram socorridas para o posto de saúde de Kanhimei e, posteriormente, evacuadas para o Hospital Municipal, tendo sucumbido no trajecto.

Nicolau Tuvecalela considerou o acto um homicídio qualificado em razão da qualidade das vítimas, concorrendo com o crime de ofensas graves à integridade física.

Assegurou estarem em curso diligências policiais para captura do suposto homicida e posterior encaminhamento aos órgãos judiciais para os procedimentos legais.

Siga-nos

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido