Luanda: Mais de duas mil escolas privadas funcionam ilegalmente
Luanda: Mais de duas mil escolas privadas funcionam ilegalmente
Philomene carlos

A directora do Gabinete Provincial da Educação de Luanda, Philomene Marie Brito Azevedo José Carlos, revelou ontem, segunda-feira, no município de Cacuaco, que mais de duas mil escolas privadas, de vários níveis de ensino, funcionam actualmente sem o devido licenciamento, ou seja, de forma ilegal.

Segundo a responsável, das escolas inspeccionadas, apenas 284 possuem licença. Porém, os municípios de Cacuaco, Viana, Talatona e Belas são os albergam maior número de instituições privadas não licenciadas.

De acordo com a mesma, neste momento as autoridades pretendem licencia-las. “O objectivo do Estado não é fechar estas instituições, mas licenciá-las para se promover uma educação de qualidade, o que será possível com o cumprimento dos instrumentos jurídicos a nível da educação”, enfatizou.

Doravante, deixou claro que para o ensino na área da saúde, a tolerância deve ser “zero”. Para si, as escolas para a formação na área da saúde devem ser aquelas que têm condições apropriadas, visto que a formação nesta especialidade é delicada.

Quanto aos cursos intensivos de saúde, advertiu que esses não serão reconhecidos, porquanto a lei não determina estes cursos, pelo que essas escolas são ilegais.

Apelou aos pais e encarregados de educação a procurarem saber sempre se a escola é licenciada, sob pena de verem frutrados os sonhos dos filhos.

Na ocasião, o director do Gabinete da Educação em Cacuaco, Mateus Dala, precisou que o encontro vem facilitar a regularização das 345 escolas privadas dos vários níveis de ensino no município, sendo que apenas 92 estão licenciadas.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido