Ministério anuncia demolição de três edifícios em Luanda – Ordem dos Arquitectos defende criação de cursos de manutenção
Ministério anuncia demolição de três edifícios em Luanda – Ordem dos Arquitectos defende criação de cursos de manutenção
predio a cair

O Ministério das Obras Públicas, Urbanismo e Habitação anunciou, para os próximos dias, a demolição do Lote 1, no Prenda e os edifícios 82 e São José, na Avenida Comandante Valódia, em Luanda. Mas, o bastonário da Ordem dos Arquitectos de Angola, Vity Claude Nsalambi, defende a promoção de cursos de manutenção de edificações.

De acordo com o ministro das Obras Públicas, Urbanismo e Habitação, Carlos Alberto Santos, além dos três prédios, em Luanda, o edifício da FAP, no Huambo, será igualmente, demolido, em breve.

“Estamos a citar, para breve, a demolição do Lote 1 do Prenda, do edifício da avenida Comandante Valódia, o chamado edifício 82, o edifício da FAP, no Huambo, e outros mais, também o edifício ‘São José’, que se situa na avenida Comandante Valódia, em Luanda”, avançou Carlos Alberto dos Santos, citado pela RNA.

O titular da pasta fez saber, também, que foram notificados mais de 500 edifícios degradados, no país, entretanto, deste número, pelo menos 100 representam perigo para a população.

Cursos de manutenção de edificações

O bastonário da Ordem dos Arquitectos defende a promoção de cursos de manutenção de edificações. Vity Claude Nsalambi, que falava ontem, à margem do encontro sobre a proposta de Decreto Presidencial que aprova o regulamento sobre emissão da licença de obra, disse que não basta construir, mas é necessário prestar a manutenção devida as obras, com projectos bem definidos e olhar para o tempo de vida de uma obra como um todo.

Explicou que a Ordem dos Arquitectos tem estado a realizar uma série de formações para evitar obras mal concebidas e tem em conta o regulamento de segurança contra os incêndios. “Muitos dos incêndios são resultantes de obras mal concebidas no sistema eléctrico, uso de condutores eléctricos sem qualidade .

Sobre o encontro da redução dos procedimentos administrativos das obras, o bastonário, Vity Claude Nsalambi falou da necessidade de ter em conta as questões técnicas na simplificação dos procedimentos administrativos das obras, sem comprometer a integridade física das pessoas.

Os participantes reclamaram do longo período para o licenciamento das obras, situação que desincentiva a construção de vários projectos. A intenção que se reduza os procedimentos, desde o pedido, etapas de avaliação do projecto.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido