Ministério da Educação disponibiliza mais de 165 mil bolsas de estudo a partir de Maio
Ministério da Educação disponibiliza mais de 165 mil bolsas de estudo a partir de Maio
luisa grilo

Cerca de 165.686 alunos cadastrados em 269 escolas do I ciclo das províncias da Huíla, Luanda, Bengo, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Cunene, Lunda Norte e Malanje vão beneficiar, a partir de Maio deste ano, da primeira fase de 900 mil bolsas internas de estudo disponibilizadas pelo Ministério da Educação, no país.

Trata-se da expansão de um projecto social enquadrado na Unidade Técnica de Gestão do (MED), através da segunda fase do Programa de Aprendizagem Para Todos (PAT-2) que abrange alunos da 7ª, 8ª e 9ª classes, do ensino secundário regular que visa reduzir o abandono escolar, bem como aumentar a taxa de retenção dos discentes nas escolas, até que concluam o I ciclo do ensino secundário.

Desse número, cinco mil 732 alunos, foram inscritos na Huíla, que estudam em 32 escolas dos municípios da Chibia, Matala, Humpata e Quipungo.

Falando durante o acto de abertura da formação dirigida a quadros da Educação para apresentar o projecto, o técnico do gabinete de Estudos e Estatística do Gabinete do Ministério da Educação (MED), Martins Raimundo, fez saber que cada aluno vai receber uma quantia monetária de 35 mil kwanzas por mês.

Assegurou que os valores poderão minimizar as dificuldades por que passam, isto é, na compra de material escolar, entre outros suportes para contribuir para a melhoria e a qualidade no processo de ensino e de aprendizagem.

Detalhou que na província de Luanda foram contemplados os municípios de Kilamba Kiaxi e Icolo e Bengo e Viana, abrangendo 85 escolas onde estudam 52.574 alunos, enquanto no Bengo, foram seleccionados o Dande e o Ambriz, onde estão inscritos 33 escolas para, 13 mil 218 alunos.

No Cuanza Norte consta do programa, o município do Cazengo, abrangendo 17 escolas onde estão contemplados 14 mil 223 alunos. No Cuanza Sul está afectado o município do Seles com um total de nove mil 193 alunos, enquanto no Cunene são os municípios do Cuanhama, Curoca, Cuvelai, Namacunde, Ombanjda e Cahama, cujos beneficiários são 233 mil 467 alunos de 59 escolas.

Na Lunda Norte, segundo a fonte, o projecto contempla 21 escolas do município do Chitato, para um universo de 19 mil 194 alunos e em Malanje foram escolhidas 15 escolas, para 10.836 alunos.

Sublinhou que a implementação das bolsas internas nas escolas cadastradas vai emponderar os jovens angolanos, especialmente as raparigas e melhorar a qualidade de aprendizagem para todos, além de aumentar o número de alunos que concluem a formação secundária com habilidades de vida integradas.

Por sua vez, o chefe de departamento de ciência e tecnologia do gabinete provincial da Educação, na Huíla, Beneficio Puna, considerou que as bolsas constituem um valor acrescentado, na medida em que declara os objectivos de desenvolvimento e formação académica e profissional no seio de alunos.

Falando em representação da directora local da educação, Paula Joaquim, afirmou que a formação com a duração de dois dias para produzir reflexões científicas com vista a promover discussões que, de certo modo ajudarão a reforçar todo um conjunto de saberes que resultarão em acções concretas do sector.

Durante dois dias os 84 participantes, nomeadamente quadros da educação e ponto focais estão a discutir assuntos sobre a responsabilidade do ponto focal, perfil dos Adecos e mobilizadores, engajamento das escolas, desafios de implementação das bolsas internas, entre outros.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido