Morreu o jornalista Gil Benga
Morreu o jornalista Gil Benga
Gil benga

Faleceu na madrugada desta quinta-feira, 18 de Janeiro, em Windoek (Namíbia), vítima de prolongada doença, o jornalista angolano que respondia pelo nome de Gil Benga. A notícia da morte do jornalista – que passou pelas redacções da TV Zimbo e do Zap Viva – viralizou nas redes sociais.

Gil Benga foi um dos principais rostos do ZAP VIVA e um dos primeiros jornalistas a ser despedido do canal, em 2021, poucos meses antes do encerramento da estação televisiva pertencente à empresária Isabel dos Santos.

O então director do Novo Jornal, Armindo Laureano, que partilhou a informação mais detalhada, na sua página do Facebook, escreveu o seguinte:

Gil Benga foi repórter e apresentador de noticiários da redacção de Informação da TV Zimbo. Desenvolvemos uma grande relação de amizade e de cumplicidade. Ainda me lembro do dia em que ele apresentou pela primeira vez o Jornal da Tarde. Foi um dia de alegria e de conquistas, terminámos a celebração no bar da Tia Mila.
A sua saída da Zimbo foi muito injusta e desonesta. Foi penalizado por defender uma coisa simples e que se chama : liberdade de imprensa. E ele passou momentos muito difíceis após ter saído da Zimbo. Como era muito dinâmico e versátil, ele criou a sua produtora e um projecto de rádio, a Rádio Benga. O Gil era um entusiasta e amante da liberdade.
Voltámos a “se dar encontro ” na ZAP, sendo ele quadro da referida estação de televisão e eu como comentador do espaço de opinião Kiosque de Imprensa. Tínhamos um respeito e admiração mútua. A conversa girava quase sempre em torno da nossa profissão, dos nossos projectos e do futuro do País. Gostava da sua frontalidade, verticalidade e objectividade. Acompanhava o meu trabalho e era um dos maiores críticos que conheci. Era uma crítica honesta, séria e construtiva. O Gil era um bom amigo.
Numa das fotos está o Norberto Abias ” Samundambi Satato “, eu, o Janu Conde e o Gil Benga logo a seguir. Foi num convívio nos tempos da Zimbo e memória dos bons momentos que vivemos.
Descanse em Paz, meu amigo Gil Benga. Irei recordar-te sempre com carinho, alegria e amizade. Com calma e com alma.

Já o ex-colega de Gil Benga no ZAP VIVA, Hamilton Cruz, lembrou o malogrado como: “um bom colega do ZAP VIVA e um bom companheiro se foi. Jornalista combativo que serviu Angola mesmo na adversidade. Obrigado, companheiro Benga. Gratidão pelo teu apoio num dos momentos mais complicados da minha existência. Foi uma honra. Descansa em paz“.

Siga-nos

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido