PCA da RNT “torra” 300 milhões de kwanzas em “festinhas”
PCA da RNT "torra" 300 milhões de kwanzas em "festinhas"
PCA rnt

O Presidente do Conselho de Administração da Rede Nacional de Transporte de Eletricidade de Angola (RNT), Rui Pereira do Amaral Gourgel, aprovou um orçamento de 300 milhões de kwanzas para a celebração do 10º aniversário da empresa, na cidade de Saurimo, província da Lunda Sul. As festividades, que já arrancaram no passado dia 1 de Junho, terão seu término a 25 de Junho.

As celebrações incluem uma variedade de actividades, como eventos desportivos, doações de sangue, palestras, visitas técnicas, acções sociais e confraternizações para os trabalhadores.

No entanto, o generoso orçamento para as festividades gerou controvérsias dentro da empresa, especialmente à luz das dificuldades financeiras que a RNT enfrenta.

Críticas surgiram entre os funcionários devido à falta de salários e às condições precárias de trabalho, que incluem a escassez de materiais básicos como tinteiros, resmas de papel, internet e rádios de comunicação.

Os altos dirigentes da empresa justificam essas deficiências alegando uma falência financeira, que atribuem culpa à ENDE, principal fonte de receita da RNT. Segundo eles, a má cobrança da ENDE aos seus clientes impacta negativamente a RNT e outras empresas como a PRODEL.

O orçamento de 300 milhões de kwanzas também cobre despesas significativas, incluindo o aluguer de um voo para transportar os trabalhadores até Saurimo. Esta escolha de localização, longe do circuito habitual das grandes cidades, segue a tendência de Rui Pereira do Amaral Gourgel, que já promoveu eventos em Luanda, Malanje, Huíla, Moxico e Cuanza Norte.

Para alguns funcionários, a decisão de realizar uma celebração grandiosa é inadequada para uma empresa que enfrenta problemas financeiros severos.

Siga-nos

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido