Peça “Eles não vivem sem mulheres” estreia no CCB
Peça "Eles não vivem sem mulheres" estreia no CCB
eles

A peça teatral “Eles não vivem sem mulheres” estreou, este domingo, no Centro de Conferências de Belas (CCB), em Luanda, numa iniciativa da produtora Mentes Fabulosas.

Idealizada por Vanda Pedro, a peça é uma comédia teatral que reflecte sobre o machismo e a evolução dos papéis dos homens e mulheres na sociedade angolana.

A peça tem um elenco principal composto por vários actores angolanos da dramaturgia nacional, como Kayaya Júnior, Sílvio Nascimento, Imperador, Wime Braúlio, entre outros, e surge como resposta ao teatro “Elas não vivem sem homens”.

Com a sala completamente cheia, a comédia de produção executiva de Neyde Van-Dúnem levou o público a conhecer, com humor, a versão masculina sobre grandes questões do dia-a-dia feminino versus machismo, empoderamento da mulher versus a função de provedor que pesa socialmente sobre os homens, sentimentos e emoções masculinas versus a dureza e frieza que lhes são exigidas.

Com esta reflexão transversal como pano de fundo, a obra retrata a história de Marcos, um mulherengo que vê a sua vida transformar-se radicalmente quando se apaixona com loucura por Ana.

Cinco anos depois, a relação chega ao fim, deixando Marcos desorientado, sem vontade de viver, tenta colocar fim a sua vida, entra em depressão e decide vingar-se das mulheres.

Em conjunto com os amigos Rui, Zé Du, Ulices, Leandro e Hugo, Marcos vive uma série de peripécias que expõem a sensibilidade masculina e a necessidade de libertação dos tradicionais papéis exigidos socialmente, tanto a homens como mulheres.

Em mais de duas horas, os actores passaram a mensagem que “Eles não vivem sem as mulheres”, bem como deram dicas de como manter um relacionamento duradouro, de outras questões sociais e de como tratar as esposas dentro do lar.

Por outro lado, os actores chamaram atenção também as mulheres em como se comportarem dentro do lar, das suas responsabilidades e da submissão que não deve se confundir com “burrice”.

in Angop

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido