Preços dos transportes colectivos em Luanda variam entre 150 e 200 kwanzas
Preços dos transportes colectivos em Luanda variam entre 150 e 200 kwanzas
taxis

O governo anunciou, ontem, quarta-feira, que a tarifa dos transportes colectivos em Luanda vai variar entre 150 kwanzas para autocarros e 200 kwanzas, para os táxis colectivos, sendo fixada localmente nas restantes províncias.

Segundo um comunicado de imprensa do Ministério dos Transportes (Mintrans), a tarifa dos táxis colectivos, a ser praticada nas rotas até 16 quilómetros, passa a custar a cada passageiro 200 kwanzas na província de Luanda.

Quanto aos autocarros urbanos passam a custar 150 kwanzas, numa extensão mínima de 20 quilómetros, em todas as rotas da província de Luanda.

Os valores foram decididos após auscultação das associações de taxistas e cooperativas de táxis, bem como das associações de operadores de transportes rodoviários de passageiros da província de Luanda.

Para as demais províncias as novas tarifas serão fixadas localmente, em função das respectivas estruturas de custos.

O governo e os taxistas concordaram, em reunião realizada no passado dia 3, com a subida da tarifa do táxi para 200 kwanzas, contra o preço actual da “corrida”, fixado em 150 kwanzas, devendo o novo tarifário ser oficializado até 15 de Maio.

Os táxis privados de nove lugares, conhecidos como candongueiros ou “azuis e brancos”, são dos meios de transporte mais baratos e populares no país, com destaque para a capital, onde circulam milhares de veículos deste género.

O executivo deliberou o ajuste gradual dos produtos derivados de petróleo para níveis de mercado até 2025, iniciando o processo com a alteração do preço da gasolina em Junho de 2023, que passou de 160 kwanzas para os actuais 300 kwanzas.

Seguiu-se o gasóleo, no mês passado, que subiu de 135 kwanzas para 200 kwanzas por litro, segundo o Instituto Regulador dos Derivados do Petróleo.

A retirada da subvenção estatal ao combustível para os taxistas estava prevista inicialmente para 30 de Abril, mas as autoridades decidiram prorrogar o prazo por mais 15 dias.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido