Renovação de mandatos: FAF pode ter novo inquilino
Renovação de mandatos: FAF pode ter novo inquilino
FAF

O ciclo olímpico para a renovação de mandatos nas federações e outras associações desportivas termina este ano. Em Dezembro, acontecem as eleições e todos os olhos estão postos na Federação Angola de Futebol (FAF), tendo como os principais protagonistas Norberto de Castro e Artur de Almeida e Silva, actual inquilino do Nova Vida.

Mais de 15 federações desportivas, devem este ano realizar eleições para a renovação de mandatos. De acordo com a legislação desportiva angolana, as renovações de mandatos devem acontecer de quatro em quatro anos, que coincide com o ciclo olímpico.

O Imparcial Press sabe que as federações desportivas, onde as eleições terão o maior impacto, são de andebol, basquetebol e futebol.

Mas é, esta última, onde Norberto de Castro, proprietário do Complexo Escolar e Desportivo com o seu nome, e o empresário Artur de Almeida e Silva terá atenção de todos.

Norberto de Castro, magoado e traído, há muito que vem fazendo a sua campanha para afastar o actual inquilino da FAF no Nova Vida, Artur de Almeida e Silva.

O homem do bairro Capalanga, município de Viana, dispõe de um considerável apoio dos clubes de Luanda, a maior praça desportiva e das associações provinciais de futebol.

Apesar de o Tribunal Provincial de Luanda ter dado razão ao Norberto de Castro em repetir as últimas eleições, que deu vitória ao Artur Almeida, mas o empresário do Capalanga, preferiu não avançar e aguardando com paciência de chinês o fim de mandato do actual elenco federativo que é apelidado a pior de sempre, devido a várias gafes e punições polémicas.

O actual presidente da FAF, “rei Artur”, como também é chamado, pretende a todo custo ser o manda-chuva e por isso, vai usar como trunfo para a sua reeleição, a boa campanha que os Palancas Negras realizaram no Campeonato Africano das Nações (CAN) que decorre na Costa do Marfim e termina este domingo, 11.

Fontes do Imparcial Press afirmam que Artur de Almeida tem corrompido os presidentes das associações provinciais da modalidade com dinheiro e meios informáticos para a sua reeleição.

Pese ainda ao Artur de Almeida, um crime de desvios de fundos que a operadora móvel Unitel atribuiu à federação, mas o empresário terá retirado estes valores na conta domiciliada no BCI para proveito próprio de forma a reorganizar as suas empresas.

“Artur de Almeida é o mau líder. Ele está apenas preocupado com milhões enviados pela CAF e transformou a FAF como sua empresa”, contam.

Na Federação de andebol, Maninho pode ser reconduzido pelo brilhante trabalho que está a desenvolver com as associações, clubes e núcleos. Aliás, o mesmo encontrou a casa bem estruturada e organizada pelo antigo presidente Pedro Godinho.

De igual modo, na federação de basquetebol, o actual inquilino Moniz Silva, que é quadro do 1º de Agosto, não tem sabido separar as águas. Não consegue punir o seu 1º Agosto pelo incumprimento contratual com alguns jogadores que deixaram este clube nos casos de Papa Ngulo, Miller, etc.

Já no boxe, o antigo pugilista Simão Muanda, está bem encaminhado e pode continuar a comandar os destinos dos homens dos punhos e sacos de pancadas.

Apesar do seu antecessor Carlos Luís não concordar que Muanda esteja à frente da FABOXE, o mesmo deixou de ter aceitação dos associados e vai fazendo certa confusão à distância, de forma a distrair a boa gestão de Simão Muanda, que tem sabido levar os destinos desta modalidade cem por cento olímpica.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido