Sexta-feira negra: Classe jornalística na Huíla perde dois profissionais no mesmo dia
Sexta-feira negra: Classe jornalística na Huíla perde dois profissionais no mesmo dia
jornalistas huilanos

Assim quis o cruel destino. Os jornalistas ‘huilanos’ José Carlos Gomes (da Agência Angola Press) e Albino Capitango, da Rádio Mais-Huíla, faleceram coincidentemente na última sexta-feira, vítimas de doença.

O primeiro faleceu no Complexo Hospitalar Cardeal Dom Alexandre do Nascimento, em Luanda, e o segundo numa das unidades hospitalar em Windhoek, Namíbia, onde lhe era prestado o tratamento médica medicamentosa.

José Gomes, de 60 anos de idade, reformou-se há menos de um ano da Angop, empresa onde ingressou em 1986, pela Delegação Provincial da Huíla.

Em Luanda, o jornalista desempenhou, entre outras, as funções de delegado da Angop no município da Ingombota e de coordenador do Escritório dos Ramiros.

Por sua vez, Albino Capitango, de 34 anos, vinha apresentando problemas de saúde já há algum tempo, tendo-lhe sido dada baixa medica há três semanas e foi buscar ajuda médica na capital namibiana, mas não resistiu.

Em declarações à Angop, a directora da Estação na Huíla, Gisela Silva, lamentou a ocorrência, salientado ser um “duro golpe” à equipa, dada entrega e o profissionalismo que lhe eram característicos.

“Estamos sem chão, era dos profissionais mais disponíveis, mesmo doente quis sempre entregar-se ao trabalho, não fosse a nossa persistência em mantê-lo em casa, para que recuperasse”, manifestou.

Nas redes sociais os colegas manifestam tristeza e enaltecem os feitos do homem. Adriano Gomes, colega de banca escreve na sua página ter sido uma “partida prematura e que empobrece o jornalismo huilano”.

Lúcio Domingos, com quem partilhava um programa “Jindungo”, aos sábados, destacou a versatilidade do colega, “que deixa o jornalismo e a Huíla mais pobres”.

Albino Capitango Sakafundi nasceu na aldeia de Malipi, a escassos quilómetros da sede municipal de Quipungo, localidade que fazia questão de lembrar sempre nas suas publicações.

Começou a carreira jornalística em 2012 na Rádio Huíla, através de seu Posto da Matala e três anos depois ingressou nos quadros do Grupo Média Nova, com a abertura da Rádio Mais-Huíla, em 2015.

Siga-nos

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido