SINPROF lamenta falta de materialização dos subsídios de isolamento
SINPROF lamenta falta de materialização dos subsídios de isolamento
SINPROF

O presidente do Sindicato dos Professores (SINPROF), Guilherme Silva, lamentou ontem, sexta-feira, 27, no município de Viana, em Luanda, a falta de materialização dos subsídios de isolamento para os professores das zonas rurais, já aprovados pelo governo angolano.

Segundo o sindicalista, para além dos subsídios, um conjunto de incentivos para mitigar a situação dos professores em zonas recônditas foram aprovadas, em Fevereiro deste ano, mas ainda não implementadas, como o desfasamento das categorias em regime geral.

Guilherme Silva falava na abertura da V reunião ordinária do Conselho Nacional da organização, que está analisar o estado actual da educação no país e reflectir sobre temas do caderno reivindicativo que ainda não foram satisfeitos, bem como aprovar a calendarização das assembleias de renovação.

Estão também a discutir sobre a vida interna da organização e o regulamento eleitoral que vai definir as bases do processo orgânico para a realização, em Outubro de 2024, do seu VI congresso ordinário.

Referiu que no plano reivindicativo, o Ministério da Educação (MED) não assumiu os compromissos do Executivo, pois prevalecem as questões de mau enquadramento de docentes de acordo a superação e habilitações académicas, bem como pelo tempo de serviço.

O encontro decorre sob o lema “Unidos e fortalecidos transformemos o SINPROF para melhor Servir“. A organização controla 90 mil associados em todo o país.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido