Sismo de magnitude 5.4 atinge as províncias de Namibe, Bié, Huíla, Huambo, Benguela e Cuanza Sul
Sismo de magnitude 5.4 atinge as províncias de Namibe, Bié, Huíla, Huambo, Benguela e Cuanza Sul
mapa angola

Um sismo de magnitude 5.4 na escala Richter, classificado como moderado, foi registado nesta quarta-feira, com epicentro localizado aproximadamente a 142 quilómetros da cidade de Namibe, causando danos materiais e potencialmente humanos em várias províncias do país, soube o Imparcial Press.

O evento sísmico ocorreu às 08:42 no Oceano Atlântico, conforme relatado pelo Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET), afetando significativamente as províncias do Namibe, Bié, Huíla, Huambo, Benguela e Cuanza-Sul.

Até o momento, não foram divulgados detalhes precisos sobre os danos humanos e materiais decorrentes do sismo. No entanto, relatos preliminares indicam que diversos edifícios foram impactados pelo tremor.

Em comunicado oficial, o INAMET esclareceu que o sismo foi detectado pelas estações da rede nacional, apresentando diferentes fases e amplitude máxima correspondente às ondas P e S.

Este evento sísmico ocorre após um precedente em setembro do ano passado, quando um sismo de magnitude semelhante foi registrado a cerca de 144 quilómetros da cidade de Menongue, na província do Cuando Cubango, sem causar danos materiais ou humanos significativos.

Anteriormente, nas semanas que antecederam o sismo atual, as províncias do Huambo e Bié também experimentaram um tremor de magnitude 5.2 na escala Richter, com duração de 10 segundos. Embora não tenham sido registrados danos graves, vários edifícios públicos e residenciais foram afetados.

Diante dessa sequência de eventos sísmicos, o Governo Provincial do Bié chegou a decretar tolerância de ponto, refletindo a preocupação com a possibilidade de novos tremores.

Além desses eventos, é importante destacar que a província da Huíla já havia sido afetada por um sismo de magnitude 2.6 em 18 de agosto de 2023. As autoridades competentes estão monitorando de perto a situação e providenciando assistência onde necessário.

Siga-nos

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido