Surto de conjuntivite alastra-se no Uíge
Surto de conjuntivite alastra-se no Uíge
conjuntiv

As autoridades sanitárias anunciaram hoje, quarta-feira, que desde o mês de Janeiro do ano em curso, a província do Uíge já registou cerca de 1.905 casos de conjuntivite bacteriana e hemorrágica. Os municípios do Uíge (sede capital da província) e de Quitexe registam maior número de casos.

Os dados foram apresentados pela representante do departamento da Saúde Pública no Uíge, Tony Úrsula, quando apresentava o quadro do surto da doença na região, durante uma palestra sobre a importância do planeamento familiar e consequências da gravidez precoce.

Para conter a progressão da doença na região, a responsável exortou a população a ter cuidado com a higiene dos olhos, assim como desincentivou o tratamento tradicional para a cura da doença.

No mesmo acto, a directora do Gabinete Provincial da Saúde no Uíge, Kavenaweteko Malavo, informou que, por outro, durante o primeiro trimestre deste ano, a província registou 26 novos casos de doença do sono.

Já o médico gineco-obstetra Frederico Juliana, que dissertou sobre a importância do planeamento familiar e consequências da gravidez precoce, falou da necessidade do uso de método contraceptivos para as mulheres em idade activa.

Apontou a baixa renda e escolaridade, preconceitos e a interferência religiosa e cultural como factores que concorrem para a gravidez precoce na adolescência.

A palestra, promovida pelo Comité Provincial do MPLA no Uíge, foi presenciada pela secretária do Bureau Político para a área Social, Maricel Capama, e pelo primeiro secretário do partido no Uíge, José Carvalho da Rocha.

Siga-nos

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido