Uíge: Detido ex-administrador do Songo por peculato – Desviou 25 milhões de kwanzas
Uíge: Detido ex-administrador do Songo por peculato - Desviou 25 milhões de kwanzas
Gomes Gaspar

O Serviço de Investigação Criminal no Uíge, através do Departamento de Operações e em cumprimento de um mandado de detenção da PGR, prendeu, na última sexta-feira, o ex-administrador municipal do Songo, Gomes Ndinga Gaspar, acusado da prática de crimes de peculato ao apropriar-se de 25 milhões de Kwanzas dos cofres públicos.

O porta-voz do SIC local, Zacarias Fernando, disse que os factos ocorreram no mês de Novembro de 2022, quando a administração municipal do Songo, na pessoa do então administrador municipal, celebrou um contrato com a duração de oito meses, para a reabilitação de um posto de saúde na aldeia de Kimalalu, no valor de 30 milhões de Kwanzas.

Na verdade, acrescentou Zacarias Fernando, a obra estava orçada em apenas 5 milhões de Kwanzas, havendo por isso uma diferença de 25 milhões, que foram alegadamente desviados pelo acusado sem a devida justificação legal.

A situação levou à abertura de um processo de averiguação e investigação, que culminou com a prova de que o dinheiro foi desviado ilicitamente, o que motivou a detenção do suspeito por parte do SIC no Uíge, tendo sido, prontamente, apresentado ao Ministério Público, que aplicou a medida de coacção mais gravosa que é a prisão preventiva.

O ex-funcionário público, Gomes Ndinga Gaspar, já foi encaminhado para o estabelecimento Penitenciário do Kongo, onde aguarda a conclusão dos procedimentos criminais antes de ser presente ao Tribunal.

Siga-nos e deixa um:
fb-share-icon0
Tweet 5k
Pin Share20

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook0
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM
error: Conteúdo protegido