Zaire: Hospital do Cuimba clama por bloco operatório
Zaire: Hospital do Cuimba clama por bloco operatório
bloco operatorio

Pelo menos 10 a 12 pacientes com problemas de fracturação exposta são, semanalmente, evacuados pelas autoridades sanitárias do município do Cuimba para o Hospital Provincial do Zaire, em Mbanza Kongo, por falta de um bloco operatório e de serviços ortopédicos na circunscrição.

De acordo com o director do Hospital Municipal do Cuimba, António Ngoma, em declarações hoje, sexta-feira, 31, à imprensa, a situação que se alastra há mais de dois anos tem dificultado o normal funcionamento daquela unidade sanitária.

Acrescentou que o hospital municipal necessita também de especialistas em diversas áreas para garantir o funcionamento de alguns serviços ali instalados.

“Os casos de cirurgia quando chegam ao banco de urgência apenas demos os primeiros socorros e posteriormente transferimos para o Hospital Provincial do Zaire, em Mbanza Kongo”, acentuou, acrescentando que em média são evacuados oito a 10 casos de intervenção cirúrgica por mês.

Entretanto, António Ngoma garantiu que esses casos poderão nos próximos tempos serem tratados localmente assim que se concluírem as obras de reabilitação e ampliação do hospital municipal.

O Hospital Municipal do Cuimba presta, entre outros, serviços de pediatria, consultas externas de medicina, pequena cirurgia e banco de urgência.

Com uma extensão geográfica de 3.487 quilómetros quadrados, o município do Cuimba tem uma população estimada em mais de 70 mil habitantes, distribuídos por quatro comunas: Buela, Luvaka, Serra da Kanda e Sede.

O município do Cuimba dista a 62 quilómetros da cidade de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire.

Siga-nos
Twitter
Visit Us
Follow Me
LINKEDIN
INSTAGRAM

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
error: Conteúdo protegido